segunda-feira, 1 de março de 2010

Sessão Pipoca: Gênio Indomável


O filme conta a história do jovem órfão Will (Matt Damon), faxineiro do M.I.T. (Massachussets Institute of Technology). Sem nunca ter freqüentado uma universidade, ele resolve complexos problemas matemáticos que estudiosos levaram anos para decifrar. Ao invés de se dedicar aos estudos, no entanto, prefere desperdiçar seu talento em bebedeiras e brigas com os amigos de infância. Em uma de suas confusões, vai parar na cadeia.
Depois de conseguir a liberdade, o rebelde deve freqüentar sessões de psicoterapia. É assim que Will conhece Sean Maguire (Robin Williams), o psiquiatra que o fará analisar seu comportamento e questionar seus valores, auxiliando-o em suas escolhas.
A obra destaca a diferença entre inteligência e conhecimento, bem como a relevância do meio social na formação de um indivíduo. No entanto, o maior aprendizado do protagonista se dá por meio de um psicólogo que trará à luz os traumas e recalques do jovem super-dotado, para transformá-lo em um adulto capaz de exercer plenamente as potencialidades.
Fica a lição de que conhecimento não é tudo. O protagonista é muito bom em matemática, mas em termos emocionais é uma criança de cinco anos. É muito legal perceber como a genialidade não é sinônimo de sucesso. Também é interessante mostrar o intelecto como uma forma de dar valor à sua vida, ao bem-estar. “Ele é o típico aluno que pode decorar Shakespeare, mas nunca o sentiu”.
As soluções dos problemas matemáticos são apresentados como soluções para problemas da vida, sendo um bom filme para o módulo que se inicia, tanto na matemática quanto na sociologia.

1 comentários:

Professora Lurdinha disse...

Amei o sei blog, ele é muito envolvente !