segunda-feira, 11 de maio de 2009

AS MENINAS-LOBO




A pedido dos alunos, um pouquinho da história de Amala e Kamala.

Bom proveito, galera!


Foram encontradas em uma caverna na Índia, em 1920, duas meninas vivendo com uma família de lobos. Amala tinha por volta de 1 ano e meio e Kamala aparentava ter 8 anos de idade. A primeira morreu um ano mais tarde, enquanto a segunda viveu até 1929.

Quando foram encontradas, o comportamento das meninas era exatamente semelhante ao dos lobos com os quais viviam, caminhando de quatro, apoiando-se sobre os joelhos e cotovelos, em pequenos trajetos, e sobre os pés e mãos em trajetos rápidos e longos.

Se alimentavam como os animais, lançando a cabeça para a frente e lambendo os líquidos e se alimentavam de carne crua ou podre. Além disso, não apresentavam nenhuma espécie de sentimento, nunca rindo ou chorando.

Passavam os dias quietas, embaixo de arvores e durante a noite uivavam como lobos.

Kamala começou a andar após 6 anos e quando morreu seu vocabulário era de apenas 50 palavras. A única emoção que demonstrou em todos os anos que viveu foram algumas lágrimas que caíram de seus olhos no dia em que Amala morreu.

Existem diversos outros casos como os de Amala e Kamala, sobre crianças encontradas junto a animais e que agiam exatamente como estes, por terem sido afastados do convívio com outros seres humanos. O que estas crianças têm em comum é o exemplo de que sem o contato humano elas não conseguiram se humanizar, não conseguiram se tornar seres humanos de fato.

Assim, podemos dizer que recebemos a natureza por herança, mas a cultura só pode ser dada através da educação, vivendo em sociedade. Entretanto, o tipo de sociedade na qual somos criados também determinar o tipo de pessoas que seremos.


Agora pare e pense:


Que tipo de pessoas a atual sociedade tem produzido?



1 comentários:

Vepy...you*** disse...

Adorei conhecer mais sobre a estória ou história de Amala e Kamala.
Isto dá uma grande explicação para o surgimento da Sociologia =)
Abraços
Évelyn.